Novidades

Novo prazo para obter a ACC

noticias-sky125-plus

O Conselho Nacional de Trânsito divulgou na última quarta-feira (02/03/2016)  no Diário Oficial da União a deliberação nº 147(EM ANEXO)  que altera o prazo estipulado no art. 2º da Resolução CONTRAN nº 572, de 16 de dezembro de 2015 que estabelecia para o dia 29.02.2016 o prazo limite para os condutores obterem o documento de habitação a ACC (Autorização para Conduzir Ciclomotores). Fica agora concedido o prazo até o dia 31 de maio de 2016 para que os condutores  de ciclomotores  se documentem com a (ACC) ou com a CNH na categoria A para que possam  pitotar sua cinquentinhas de acordo com a lei.
Como uma das principais fabricantes de ciclomotores do país,  que chegou ao Brasil como importadora no ano de 2000 e já inseriu uma frota com cerca de 170 mil ciclomotores em circulação nas cidades brasileiras, a Moto Traxx tem o interesse e a responsabilidade de manter seus clientes bem informados e ratifica que de acordo com a nova resolução citada acima, os proprietários de cinquentinhas, em todo o Brasil,  precisam estar devidamente habilitados (de ACC ou CNH) somente no dia 1º de junho, quando os órgãos competentes poderão exigir o porte do documento.

 

Atualmente, a Moto Traxx conta com quatro modelos de cinquenta cilindradas: a Star 50cc, precursora no mercado brasileiro; a Moby 50cc lançada em 2012, a Sky 50cc e a Sky 50 Plus, lançada em agosto de 2015. Para quem acompanha a trajetória da fabricante Moto Traxx, que teve início em 2000, sabe que a conquista do mercado nacional pela marca teve início com a Star 50cc, naquela época ainda importada da China, produzida pela Jialing, empresa do China South Industries Group (CSIG), um dos maiores fabricantes mundiais de motocicletas. Passados quase 16 anos, a Traxx acreditou e continua apostando nas cinquentinhas que produz, pois além do excelente custo de aquisição, garantem facilidade de pilotagem, e extraordinária  economia  de combutível com baixíssimo consumo.

 

O que mudou

 

A Resolução n ° 572 do Contran altera o anexo 2 da Resolução 168 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), de 2004, que rege as regras para o processo de habilitação dos condutores. A resolução reduz a carga horária anteriormente exigida, de 45 horas/aula teóricas e 20 horas/aula práticas, para apenas 20 horas/aula teóricas e 10 horas/aula práticas. E as provas tem uma redução do número de questões, de 30 para 15 quesitos, exigindo um percentual de acerto de 60%. Na prática significa dizer que antes o candidato tinha que acertar 21 questões e, agora, são apenas 9.

 

Até então, adquirir uma ACC significava seguir o mesmo processo de retirada de uma CNH na categoria “A”. Agora, ela ganhou regras próprias.

 

A expectativa é de que o processo para retirar a ACC leve, no máximo, 01 mês. O cumprimento das 20 horas/aulas do curso teórico deverá levar uma semana e do prático, com 10 horas/aulas, 02 (dois) dias. Em tese, mesmo considerando a marcação das provas teórica e prática, o usuário vai gastar menos tempo para tirar uma ACC.

 

 



ENCONTRE A traxx mais próxima